Aeroporto – Embarcando sem transtorno

Padrão

Menos uma Dica e quase um apelo a todos os viajantes adultos que circulam pelos aeroportos do mundo, especialmente mulheres, inclusive aquelas que levam consigo crianças.

Não sei se todos já “realizaram” que passar no RX durante o embarque está cada vez mais complicado.

É que depois do histórico 11 de setembro, há doze anos, o rigor sobre aquilo que pode ou não ser transportado na mão aumentou muitíssimo.

Então para passarmos naquele singelo portãozinho que dá acesso ao salão de embarque para a aeronave é preciso tirar tudo. Mas tudo mesmo.

Cinto, relógio, colar, carteira, sapato, casaco. Até brinco grande ou salto de sapato são fiscalizados.

Ah, e não se esqueça de despachar todos os 27 cremes que você usa no corpo, rosto e cabelos, caso contrário vão acabar no lixo do RX.

Inclusive as crianças são obrigadas a tirar os casacos, sapatos, mochilas, brinquedos. Não passa nada!

Até a doce Iaiá foi parada no RX porque tinha duas moedinhas da sorte no bolso da calça (ela encontra moedinhas da sorte o tempo todo!) e uma camiseta cujo nome da marca era cheio de glitter ou qualquer coisa que brilha!

Duas moedinhas da sorte e um inscrito com glitter...

Duas moedinhas da sorte e uma estampa com glitter…

Duas moedas e essa estampa a fizeram ser examinada com detector de metais por uma policial no aeroporto Charles de Gaulle – Paris, o que, além de gerar um ligeiro transtorno para nós, provocou uma fila para os demais passageiros que são obrigados a aguardar a avaliação minuciosa da pessoa que disparou o aviso de perigo em potencial do RX.

Agora imagine o que acontece com alguém que anda mais “caprichada” que a Iaiá…

Então, quando for se arrumar para o vôo não precisa caprichar demais.

Não é preciso usar aquele jogo de pulseiras de 6 voltas que combina com aquele colar de 6 voltas que você ganhou no Natal. Também não precisa ir com aquela bota maravilhosa que tem 320 tachinhas e 2m de cordão para amarrá-la na sua perna. Ah, e que combina com aquela linda jaqueta de couro de tachinhas e com a bolsa que também tem tachinhas e penduricalhos.

Linda de morrer, mas fico bem longe dela na fila!

Ai… fico bem longe dela na fila do RX

Vai ter que tirar tudo mesmo!

Então, melhor usar coisas realmente necessárias, que saiam facilmente e que não gerem um transtorno na hora do RX. Nem para você, nem para os policiais e nem para os pobres dos demais viajantes que não usam botas ou jaquetas de tachinhas mas têm que ficar esperando você ser liberada.

A fila agradece. As crianças da fila também!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s